Análises

Análise: Overcooked

Overcooked foi desenvolvido pela Ghost Town Games (composto por dois membros) e publicado pela Team 17 a 6 de Agosto de 2016 a 15,99 euros. Esta análise tem por base apenas a versão na plataforma Playtation 4 (o jogo também se encontra disponível na Xbox One, Nintendo Switch e PC).


Este (family) couch co-op frenético e energético da Ghost Town Games, que pode ser jogado a tanto um como a quatro jogadores, coloca nas nossas mãos o destino do Onion Kingdom e até do próprio planeta. Perante o apetite insaciável da criatura voraz que devora o mundo aos poucos, somos enviados atrás no tempo para refinar as faculdades culinárias. Esta premissa narrativa básica, e, relativamente cómica, como é o caso do resto das sequências presentes ao longo dos, acerca 70 níveis (contando com os níveis do dlc grátis, The Festive of Seasoning), servem apenas de plano de fundo para o núcleo desde jogo e o que o torna um couch co-op imperdível para qualquer fã do género, o gameplay.

37989646_10216850576477703_2656483134236786688_n
Overcooked!

Nos primeiros níveis somos introduzidos com mecânicas simples, pegamos nos materiais, cortamos e cozinhamos – assim funciona para a generalidade dos ingredientes e receitas do jogo. Não obstante, com cada novo nível que nos é apresentado, novos obstáculos são impostos, tal como novas receitas. Estes obstáculos que incrementam o valor dos níveis e a sua natureza caótica com uma saudável variedade (e alguma repetição), incluído, e não só, ingredientes apenas acessíveis num automóvel que movimenta-se de uma área de cozinha para outra numa certa margem de tempo; quatro áreas de cozinha separadas por um rio, onde a passagem é feita por cubos de gelo irregulares de um lado para o outro; duas ilhas de terra divididas por num lago de lava onde a passagem de ingredientes tem que ser realizada pelos pequenos blocos com mesas e fogões que sulcam aquele oceano de fogo. A natureza simples do design dos níveis não elimina o divertimento retirado.

É a coordenação necessária e o trabalho de equipa que resulta a diversão deste jogo, guiando a equipa para o sucesso ou não, sendo nos falhanços e confusão dentro da cozinha que surgem situações ridículas nas múltiplas tarefas de a manter que risos entre os teus amigos se soltam. Mesmo no desastre, Overcooked é divertido e engraçado, desde que seja com moderação, pois, depois de duas dezenas de tentativas é difícil esconder a frustração.

Os obstáculos no jogo coincidem com as temáticas dos níveis, contribuindo para que a experiência seja visualmente diversificada e apelativa ao longo da jornada culinária. Neste sentido, o acompanhamento musical, sem ser extraordinário, consegue realizar o seu propósito em transmitir a natureza caótica de Overcooked, com composições fortes em percussão e cordas que aceleram no minuto final de teste culinário, criando uma maior sensação de urgência e pressão para o jogador ou jogadores.

38015471_10216850547156970_4165509104728539136_n.jpg
A frustração de falhar

No entanto, apesar do divertimento existem alguns problemas visíveis. A jogabilidade, como referido, pode ser apreciada a um jogador, onde é possível controlar mais personagens com o carregar de um botão; a dois, dividido num comando – que após meia hora pode começar a incomodar fisicamente as mãos – ou jogado com dois; como ainda, a três ou quatro jogadores. O nível de divertimento varia consoante a quantidade de jogadores envolvidos, apesar do desafio mental e reflexos estar presente, o verdadeiro charme do jogo perde-se, limitando a diversão que resulta do elemento errático de três ou quatro jogadores a trabalhar para salvar o mundo. Também é preciso mencionar que um nível em concreto na temática espacial tem uma overview visualmente ofensiva com pouca clareza visual para os jogadores guiarem os seus avatares virtuais, no entanto, é um caso isolado.


Em conclusão, Overcooked apresenta-se com poucos problemas e uma boa quantidade de divertimento, mesmo que seja mitigada na experiência solo ou a dois jogadores, Overcooked, é um jogo que brilha ao ser jogado a três ou quatro jogadores emergindo momentos hilariantes e frustrantes entre amigos. E é com base nessa jogabilidade partilha que atribuo um 8 em 10 a este jogo, se gostam, ou procuram um couch co-op para ser jogado em família ou com amigos devem comprar este assim que possível.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s