Análise: “Planet Alpha”

Planet Alpha é um puzzle platformer atmosférico desenvolvido pela Planet Alpha ApS e publicado pela Team17, está disponível agora na Steam, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch por 19,99€. Esta análise tem como base a versão para PlayStation 4 que nos foi fornecida pela publicadora, à qual agradecemos pela oportunidade.


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Robôs assassinos e criaturas gigantes são apenas alguns dos perigos que enfrentamos em Planet Alpha, usando a habilidade de controlar o horário do planeta e mudar entre o dia e a noite podemos resolver vários puzzles e remover obstáculos no nosso caminho. Neste planeta alienígena a flora reage à luz do sol e lua, certas plantas revelam-se durante certas fases e servem como plataformas, enquanto outras desabrocham e servem como esconderijo para o jogador se abrigar e evitar os perigos perante o seu caminho. O jogo apresenta uns puzzles interessantes com, por vezes, formas pouco ortodoxas de os resolver, dando-nos uma pequena sensação de surpresa quando descobrimos qual era realmente a solução para o obstáculo “esquisito” que nos tinham proposto. Noutras alturas, o jogo não nos dá tanta liberdade para ponderar, inserindo um ou vários inimigos a perseguir-nos enquanto estamos presos num aparente “beco sem saída”, tendo de agir rápido e sobre pressão. Infelizmente o platforming sofre com os controlos demasiado escorregadios do personagem, controlá-lo com precisão torna-se ocasionalmente frustrante e medir os saltos é mais complicado do que devia. Ainda assim, as sensações de impulso e gravidade em momentos de alta velocidade e em certas zonas estão muito bem conseguidas e são particularmente satisfatórias, principalmente nas grandes set-pieces. Se tiver de apontar o pior aspecto do jogo, facilmente digo que são as secções de stealth, por vezes são demasiado limitadas, obrigando o jogador a executar uma sequência de acções com timing quase perfeito para conseguir ultrapassar os inimigos sem ser visto, outras vezes são demasiado caóticas e confusas, ao ponto de ser irritante estar constantemente a ser apanhado pelos inimigos devido ao pathing bizarro do IA.

Texto alt automático indisponível.

Não obstante, o ritmo do jogo é bem controlado, alternando saudavelmente entre momentos relaxantes e situações ameaçadoras ou empolgantes, onde a banda sonora desempenha um papel importante, e fá-lo excepcionalmente, sendo serena quando estamos a caminhar pelo lindo horizonte de Planet Alpha, ou bombástica quando somos perseguidos por robôs gigantes e armados. Não houve um momento onde senti que a música não se encaixasse na atmosfera do jogo.

A narrativa minimalista do jogo começa por ser interessante, envolvendo o planeta invadido em mistério, com os robôs inimigos a combater e matar as criaturas que encontram, mete o jogador a especular, e cada vez vai descobrindo mais segredos neste mundo. Infelizmente mais tarde no jogo, perde-se o foco e a narrativa e começa a ficar menos nítida. A conclusão, embora surpreendente, não ajuda. Porém, houve vários detalhes ao longo da jornada que eu apreciei bastante, sobretudo após acabar o jogo.

A imagem pode conter: noite

Por fim, os visuais, que são de longe o melhor aspecto do jogo. Desde o primeiro passo que damos ao exterior até aos momentos finais, Planet Alpha mantém uma aparência deslumbrante, colorida e imersiva. Os artistas conseguiram criar perfeitamente a sensação de um planeta vivo, cheio de animais, plantas e paisagens lindíssimas, parei várias vezes a meio do caminho para tirar print screens ao espectacular ambiente de Planet Alpha. Seja a combinação do verde e azul vivos durante o dia ou a fluorescência e brilho da flora durante a noite, o jogo não falha em vangloriar-se com a imagem encantadora dum planeta desconhecido, que por trás de toda a sua beleza, esconde imensos perigos e alguns segredos.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas


Planet Alpha é deveras uma experiência interessante, os seus visuais deslumbrantes e banda sonora são uma delícia, e acabam por compensar pelo gameplay um pouco limitado embora tenha os seus momentos. Atribuo uma classificação de 7 em 10. Se gostam de absorver toda a atmosfera dos jogos que jogam, aconselho-vos a dar-lhe uma oportunidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s